FGTS – Contas Inativas, dicas de como consultar pela internet.

 

O calendário de saques das contas inativas do FGTS – contas vinculadas a contrato de trabalho extinto até 31 de dezembro de 2015, hipótese em que poderá o ocorrer o saque –  segundo notícia veiculada na imprensa será divulgado amanhã, dia 14 de fevereiro de 2017.

Os pagamentos devem ocorrer entre março e julho, obedecendo as datas de aniversário dos trabalhadores.

Quem possui direito ao saque e como saber se a conta é inativa ou não?

Possui direito quem pediu demissão ou foi demitido por justa causa até 31 de dezembro de 2015. E para saber se a conta é inativa, basta consultar seu extrato e verificar se a data do desligamento da empresa é anterior a 31 de dezembro de 2015.

Uma informação importante, também veiculada na imprensa, é que os correntistas da Caixa poderão receber o saldo da conta inativa do FGTS por transferência automática.

Você sabe sabia que é possível cadastrar uma senha pela internet para consulta do seu extrato do FGTS no site da Caixa?

A cadastro da senha é possível para quem não possui divergência nos seus dados cadastrais junto à Caixa Econômica Federal.

Vamos a dica!

Acesse o site da CEF, preencha o campo “NIS (PIS/PASEP)” com o número do seu PIS e clique em cadastrar senha;

Na tela seguinte abrirá o contrato, ou seja, o termo de prestação de serviço ao cidadão/cadastramento de senha internet que, ao fim, deverá ser aceito para prosseguimento da criação da senha;

Após o aceite do cadastramento da senha internet para confronto com o Cadastro de Informações Sociais, os seguintes dados deverão ser preenchidos: nome, nome da mãe, data de nascimento, CPF, documento de identidade e título de eleitor;

Confira os dados digitados e confirme. Após a confirmação, se não houver nenhuma divergência nos dados cadastrais junto a CEF, a tela para informação da senha a ser cadastrada será liberada.

Pronto! Senha cadastrada, você já pode consultar informações de pagamento de PIS, contas do FGTS e extrato para saber o saldo, dentre outras informações, acessando o site da CEF.